O que é Marketing Digital?

Vamos falar sobre o que é marketing digital?

O que é marketing digital?

Há algum tempo eu tentei responder aqui no blog da 5Seleto uma pergunta que muitas pessoas até hoje costumam me fazer: o que é marketing?

No post acabei falando sobre as diferenças entre marketing e publicidade, alguns conceitos do papa Phillip Kotler e até sobre as definições de alguns tipos de marketing como, por exemplo, o marketing digital.

Como não dava para falar tudo na ocasião, nada melhor do que explicar um pouco mais sobre esse tipo de marketing aqui, num artigo só para ele, certo?

Então, se quiser saber um pouco mais sobre essa maravilhosa ferramenta digital, basta conferir este artigo que preparei especialmente para você.

Vamos lá?

O conceito de Marketing Digital

conceito de marketing digital

Para início de conversa, é bom entender o que, afinal, é o marketing digital.

Bem, se formos bastante puristas e olharmos apenas para a base da palavra, entenderemos que marketing digital é um tipo de marketing que “roda” em qualquer aparelho digital.

No entanto, o correto mesmo é dizer que o marketing digital é o marketing da internet.

Ou seja, ele pode até funcionar em aparelhos digitais, mas se não estiver conectado na rede, não dá para dizer que de fato é digital.

Afinal, é possível criar um outdoor ou um banner igualzinho aos da versão impressa e reproduzi-lo em um telão de LED, e isso não faria com que ele fosse categorizado como marketing digital.

Como funciona o marketing digital

como funciona marketing digital

Quando falei sobre o marketing em geral naquele outro post, comentei sobre os 4 Ps que, segundo Kotler, definem o marketing:

  • Produto;
  • Preço;
  • Praça;
  • Promoção.

É o famoso “Mix de Marketing”.

Agora, quando o assunto é marketing digital, existem não apenas 4, mas 8 Ps que não apenas definem esse tipo de marketing como ajudam a entender como ele funciona:

  • Pesquisa: antes, durante e depois de colocar um projeto digital no ar é preciso pesquisar não apenas onde estão as oportunidades como também a forma como eles estão funcionando (e em tempo real, através de ferramentas como o Google Analytics).
  • Planejamento: encontrou o melhor ambiente para seguir com sua ação digital? Então é hora de planejar como atuar por ali e até como agir em caso de algum imprevisto.
  • Produção: seja uma ação de e-mail marketing ou uma estratégia de conteúdo, o fato é que precisamos da parte de produção para fazer o marketing digital funcionar.
  • Publicação: material produzido? Então é hora de colocar no ar.
  • Promoção: anúncios no Google, nas redes sociais ou apenas a publicação na sua fan page do Facebook ou nos blogs parceiros. O que interessa aqui é promover aquele seu projeto ou conteúdo.
  • Propagação: quando você faz a rede movimentar a seu favor, compartilhando o seu material na web.
  • Personalização: aqui você segmenta o público-alvo, automatiza e consegue até mesmo personalizar as mensagens (como os e-mails) para falar diretamente com cada usuário.
  • Precisão: sabe o Google Analytics lá do primeiro P? Pois bem, ele é uma das ferramentas que podemos usar para mensurar os dados de toda a ação online para acertá-la, a fim de aprimorar seus resultados.

Pronto, agora que você já sabe como o marketing digital funciona, que tal dar uma olhadinha também nas principais diferenças que existem entre ele e o marketing offline?

As diferenças do marketing online para o offline

marketing digital online offline

Em pleno 2016, mesmo com aplicativos como Pokémon Go, Snapchat e YouTube fazendo um baita sucesso, muita gente ainda tem dúvidas a respeito do potencial do marketing digital.

Principalmente em comparação com aquele praticado em meios analógicos, como os anúncios de rádio, de TV e publicações impressas.

Esse tipo de comparação, porém, não faz muito sentido, já que, por ser ligado à web, o marketing digital traz várias características que os meios tradicionais não têm.

Veja algumas delas:

Custo

custo marketing digital

No marketing digital você não precisa pagar por impressão, transporte de material e os custos com distribuição são bem menores que nos meios tradicionais — isso sem falar das centenas de ferramentas gratuitas de análise de resultados que existem na internet.

Direcionamento da mensagem

mensagem marketing digital

Pagou para anunciar na TV ou no rádio?

Ótimo!

Mas você sabe se aquele anúncio passou apenas para quem tem de 18 a 24 anos?

Ah, queria falar apenas com o público feminino?

Mesmo com anúncios em programas e horários destinados a esse público, você sabe que segmentar nesses meios fica um pouco mais complicado, certo?

Exceto no marketing digital!

Nele é possível definir exatamente para quem você irá direcionar sua campanha — dá até para focar em microrregiões, como em uma determinada região da cidade.

Velocidade

velocidade marketing digital

As análises de resultados online podem ser feitas em tempo real.

A veiculação nas redes sociais ou nos mecanismos de buscas é feita assim que você aprova a campanha.

Terminou de produzir e editar um post?

Então é só clicar em “publicar”.

Na internet tudo é feito de uma forma muito mais rápida do que nos meios tradicionais.

Desde a produção até a mensuração de resultados. Viu só quais são as diferenças entre esses dois tipos de marketing?

Compartilhe:

Deixe seu cometário

Comentários